Variante Ômicron força um ‘retorno ao home office’. Será que vai ser para sempre?


Quando 2021 estava chegando ao fim, parecia que a pandemia também ia acabar. Mas assim que o ano virou, as coisas mudaram. Com a chegada da variante Ômicron e os surtos de Influenza em diversos locais do país, começamos a ver um retorno do home office em diversas empresas que já estavam voltando ao seu funcionamento normal.


Grandes corporações como a Microsoft, Facebook e Amazon decidiram prorrogar o regime de teletrabalho, diante do avanço da Ômicron. A Apple adiou o retorno presencial previsto para 1º de fevereiro. No Brasil, a Ipiranga, com sede no Rio de Janeiro, já havia retomado o trabalho presencial, mas no dia 6 de janeiro decidiu flexibilizar a decisão. Já algumas grandes empresas como a Caixa Econômica Federal, a GM, e outras multinacionais, optaram por um sistema de revezamento em alguns setores.


Esses novos acontecimentos trazem à tona indagações: será que o home office vai ser eterno? Devo preparar a minha casa? De que forma? Um estudo de 2021 do IPEA, o Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada, mostra que, em 2020, ao menos 11% dos trabalhadores do país fizeram home office e que as vagas desta modalidade não param de crescer. Mas como estruturar um home office funcional em casa?


Dicas para ter um home office funcional


O arquiteto Bruno Moraes conta que, mesmo antes da pandemia, já havia um movimento de crescimento. “Porém, após 2020, esse movimento se intensificou. Com certeza, esse foi um dos ambientes mais solicitados nas obras durante a pandemia. Afinal, boa parte das pessoas migrou para o trabalho remoto de surpresa, mesmo sem ter a estrutura adequada. E, conforme o cenário se apresentou ainda mais forte para o trabalho remoto, com o passar dos meses, essa demanda aumentou mais”, diz.


O arquiteto Bruno Moraes comenta que boa parte das pessoas migrou para o trabalho remoto de surpresa, mesmo sem ter a estrutura adequada, e agora está precisando adaptar o espaço residencial


O profissional dá algumas dicas para criar um espaço de trabalho:


– Primeiramente, identifique as necessidades específicas da sua área de atuação para então pensar no projeto do seu home office. Por exemplo, você busca um ambiente de trabalho integrado com o restante da casa ou será necessário um cômodo mais fechado, para tratar assuntos confidenciais?


– Aposte em móveis ergonômicos e multiuso, além de objetos práticos para o dia a dia. Mesmo em ambientes pequenos é possível criar um espaço eficiente e agradável;


– Pesquise na internet algumas referências de projetos interessantes;


– E, por fim, procure um profissional especializado para te ajudar;


E a última dica: “No ano passado, participei da 1ª edição da Mostra Casa Saudável, em São Paulo, com o projeto de um Quarto Home Office. Como parte do mobiliário, mostramos uma ideia que está em alta, e que vai ajudar muitas pessoas: as mesas com regulagem de altura, também chamadas de standing desks. Por meio dessa solução, quem for utilizar a mesa não precisa só ficar sentado, mas também pode alternar a posição, trabalhando um pouco de pé, por exemplo, a fim de melhorar a saúde, a circulação e a ergonomia. Além disso, pessoas de diferentes estaturas podem utilizar o mesmo móvel, em razão do fácil ajuste.


Áreas comuns ganham salas multiuso e espaços de coworking


O home office cresceu tanto que, em alguns condomínios, surgiram espaços nas áreas comuns dedicados aos moradores que estavam em casa trabalhando. É o caso do Condomínio Dos Bourbon, na Barra da Tijuca, no Rio, de 128 unidades. A síndica Isaura Aragão transformou uma sala da área comum em coworking, ainda em março de 2020. Após a assembleia votar, foi instalada internet e adicionado um mobiliário de escritório ao espaço. Para que o morador utilize, é necessário agendar previamente e pagar uma taxa. Esse valor é revertido para a manutenção do próprio condomínio.


“Nem sempre os moradores têm privacidade em casa e o espaço é multiuso, pode ser usado para trabalho ou estudo, reuniões, classes, etc. Há ainda muitas pessoas idosas que a utilizam para tratamentos de pilates, massagem… Pois algumas não queriam ter que sair de casa, principalmente nas épocas mais críticas da pandemia. É um espaço que traz facilidade e segurança aos moradores”, explica a síndica.


E não é só no Dos Bourbon. Entre as construtoras, novos empreendimentos já surgem com o espaço projetado. O Agnes Achevèe, novo condomínio da Agnes em Florianópolis, vai contar com um espaço semelhante. Pelo fato do empreendimento ter uma área residencial e comercial, a construtora posicionou o coworking de forma que possa atender tanto o público interno como o externo. O espaço tem aproximadamente 100 m2 e vai ter área reservada para atender apenas os moradores (salas individuais) e também a sala de reunião.


“O híbrido é uma tendência que veio para ficar, devido à qualidade de vida aos funcionários e economia de custos para empregadores, por isso nossas plantas e áreas comuns atendem a esta nova realidade. Uma planta muito bem pensada pode ser facilmente executada com espaços de home office, além disso, empreendimentos com áreas de coworking e outras áreas de lazer que agregam esta nova realidade (áreas abertas, arejadas, verdes) sim, agregam valor ao imóvel”, diz Andrea Possi, diretora de incorporação da MAC Construtora, que também conta com projetos com coworking.


O home office impulsionou ainda um crescimento em outro setor: o de aluguéis de móveis de escritórios. A startup Tuim, especializada em aluguel de mobília via assinatura, viu sua demanda aumentar nos últimos anos. “A partir das soluções de home office, nós crescemos mais de 110% no último ano. Esse crescimento é extremamente importante para nós, pois além de aumentar a visibilidade da marca, reforça o potencial do nosso negócio, a praticidade e os inúmeros benefícios como a economia compartilhada, que o modelo de assinatura é capaz de proporcionar”, afirma Pamela Paz, CEO da Tuim.


Dicas para organizar o seu home office em casa


E se você já tem um home office em casa, a personal organizer Thamyres Vieira, te dá algumas dicas para manter o ambiente sempre organizado:


1 – Mantenha a mesa limpa: É fundamental que o seu local de trabalho seja limpo e organizado, deixe uma lata de lixo pequena próxima à mesa, assim você evitará o acúmulo de papéis que não serão mais utilizados. Pastas e bandejas também são excelentes aliados na hora da organização;


2 – Invista em gaveteiros: Uma ótima opção de custo-benefício são os gaveteiros, podem ser usados para diversas finalidades e o mercado oferece uma enorme variedade de cores, tamanhos e materiais. Eles são versáteis e funcionais, use e abuse das gavetas e etiquetas;


3 – Verifique a quantidade de tomadas por perto: Por mais que a maioria das pessoas utilize o notebook para trabalhar, é importante lembrar que ainda somos reféns da bateria dos aparelhos eletrônicos e ninguém merece interromper o trabalho para ter que carregar ou ir em busca de extensões, não é mesmo?


4. Invista em organizadores: Antes de sair comprando acessórios organizadores, faça a organização da sua mesa e gavetas, verifique quais de fato serão necessários, assim você evita gastos desnecessários. Caixas organizadoras são grandes aliadas na hora de organizar o home office, seja na mesa, nas gavetas ou nas prateleiras.


Fonte: https://www.revistasindico.com.br/comportamento/2022/variante-omicron-forca-um-retorno-ao-home-office-sera-que-vai-ser-para-sempre/486405

5 visualizações0 comentário